Regulamento 4T

REGULAMENTO DA CAMPEONATO FANATICI KART 2022

MOTORES 4 TEMPOS
VERSÃO 15/01/2022

MOTOR:

1. Os motores a serem utilizados no campeonato serão os Honda GX390 com preparações idênticas e fornecidos pela organização. Após preparados e testados, serão numerados e lacrados.  

2. No início do ano será feito o sorteio dos motores para as 12 etapas de forma que nenhum piloto utilize o mesmo motor no ano. Esse sorteio será em 2 grupos, assim os pilotos de cada categoria (Master e Sprint) utilizarão os mesmos motores de seus adversários direto.

3. Dois motores reservas estarão a disposição do grupo. Esses motores também entrarão no rodízio do sorteio.

4. O piloto só terá direito a troca de motor durante a etapa, caso o seu motor apresente problema grave de desempenho e que não consiga ser reparado de imediato. Essa troca será avaliada pelo preparador.

5. Caso um piloto solicite a troca do seu motor, por apresentar um rendimento abaixo da média, ele perderá 10 posições no grid de largada da 2ª bateria.

6. Após cada etapa, os motores que apresentarem desempenho abaixo da média serão avaliados e reparados pelo preparador.

7. Na semana de corrida, um piloto contratado (fora do grupo) irá testar todos os motores já montados nos respectivos karts e os eventuais problemas serão corrigidos nesse treino.  

8. O combustível será fornecido pelo preparador. Os karts serão abastecidos pelos mecânicos para a tomada de tempos e antes da segunda bateria. Não será permitido qualquer outra forma de abastecimento.   

9. Os motores do grupo serão usados apenas nas corridas oficiais do Fanatici Kart. Não será permitido nenhum treino com os motores do campeonato. Os pilotos deverão treinar com os seus motores particulares.

10. No final do campeonato os motores serão abertos e totalmente revisados para a próxima temporada.      

CHASSIS:

1. Chassis livre em marca, modelo e ano, sendo o freio permitido apenas no eixo traseiro.

2. O escapamento será padronizado em marca e modelo.  

3. Obrigatório o uso de carenagem completa (bico, gravata e laterais) e para-choques integral de plástico.

4. Obrigatório o uso de protetor de corrente.   

5. Obrigatória a identificação do kart com número visível na gravata e para-choques.  

6. Filtro padrão turbo (chapéu de bruxa). Não será permitido o uso de outro tipo de filtro.

7. A coroa e o pinhão serão padronizados em marca, tipo e número de dentes. Não será permitido alterar a coroa e/ou pinhão (exceto item abaixo).

8. Pilotos com mais de 95 Kg (paramentado) fica livre a escolha da coroa, porém não poderá modificar o pinhão.

PNEUS:

1. Os pneus a serem utilizados no campeonato serão da marca MG modelo VERMELHO.

2. A organização fornecerá 1 jogo de pneus para cada piloto a cada semestre (6 etapas).

3. Esses pneus de corrida serão marcados com as inicias do piloto e o número do kart, facilmente visível a todos.

4. Todos os pilotos deverão ter um jogo extra de rodas para a montagem desses pneus. Após a corrida esse jogo de roda/pneu será retirado e guardado até a próxima etapa.

5. O uso de cada jogo de pneus será em provas consecutivas.

6. Por motivo de segurança e proteção dos motores, só haverá corrida com chuva caso a mesma seja fraca e permita que a corrida seja realizada com pneus slicks.

7. Nenhum piloto poderá usar pneus de chuva nas corridas.

8. Não será permitido calibrar os pneus entre a tomada de tempos e a largada da 1ª bateria.

9. Caso um piloto tenha que substituir um par de pneus por desgaste excessivo, essa troca sempre será por pneus usados e o piloto perderá 10 posições no grid de largada da bateria.

PESO:

1. Peso mínimo obrigatório do conjunto Kart + Piloto é de 180 Kg, sem nenhuma tolerância.

2. Os 8 primeiros colocados de cada bateria serão pesados logo após o encerramento da prova.

3. Esses pilotos serão direcionados a balança e não poderão se afastar do seu kart até o momento da pesagem

4. Qualquer piloto que participou da bateria poderá solicitar a pesagem de um conjunto kart/piloto.

5. O piloto que se negar ou não se apresentar para a pesagem, será desclassificado da bateria.

6. O conjunto kart/piloto será pesado na condição que terminar a corrida não sendo permitido repor partes ou peças perdidas na bateria.

FORMATO DO CAMPEONATO:

1. Serão disputados 2 campeonatos por ano, com 6 etapas de 2 baterias cada, sendo um em cada semestre.

2. Dentro de cada campeonato semestral teremos a divisão de 2 grupos, MASTER e SPRINT.

3. Em cada etapa serão premiados com troféus os 5 melhores colocados de cada categoria.

4. No final de cada campeonato semestral serão premiados os 3 melhores classificados de cada categoria.

5. Ao final de cada semestre descem os 3 últimos colocados da Master e sobem os 3 primeiros colocados da Sprint.

6. Pilotos que já participaram do Fanatici, voltam na mesma categoria que estavam quando saíram.

7. Se no final do semestre houver diferença de 2 ou mais pilotos entre as categorias, 4 ou mais pilotos poderão subir ou descer para que haja equilíbrio numérico entre Sprint e Master.

8. Todo piloto deverá descartar o resultado de 3 baterias dentre as 12 do campeonato semestral.

9. Paralelamente aos campeonatos semestrais, será disputado o Super Campeonato Anual (SUPER CUP) em 12 etapas, sem divisão de grupos. Neste Campeonato Anual serão 5 baterias de descarte dentre as 24 do ano. Pontos de Pole e Volta Rápida não são descartados.

10. Ao final do ano, serão premiados com troféus os 5 melhores colocados da SUPER CUP.

11. O critério de desempate dos campeonatos (Master, Sprint e Super) será a classificação sem os descartes e o segundo critério será o número de 1º lugares nas baterias, depois 2º lugares e assim por diante.

FORMATO DAS DISPUTAS

1. Nenhum treino ou warmup será permitido no dia de corrida. Os karts entrarão na pista direto para a Tomada de Tempos.

2. A Tomada de Tempos será com 1 volta de aquecimento e 4 voltas cronometradas.

3. Os karts entrarão na pista para a tomada de tempos na ordem de classificação do campeonato, mantendo uma distância máxima de 10 m do kart da frente e nenhuma ultrapassagem poderá ser feita até a bandeirada de início.

4. Após a bandeirada de início de tomada de tempos, não será permitido o zigue-zague para aquecimento de pneus e as ultrapassagens estarão liberadas.

5. Logo após o encerramento da tomada de tempos, os pilotos deverão dar uma volta em velocidade reduzida e parar o kart cerca de 50 metros antes da linha de largada para a formação do grid.  

6. A ordem de largada da 2ª bateria obedecerá a ordem de chegada da 1ª bateria, invertendo-se as posições dos 8 primeiros colocados da bateria.

7. As largadas serão em movimento e em fila dupla. O pole deverá manter uma velocidade baixa e constante na volta de apresentação, principalmente nos metros finais antes da Linha de Largada e o 2º colocado deverá se manter pelo menos 30 cm atrás do 1º para que todos os karts fiquem agrupados. Não é permitido a manobra de “acelerar e frear” no momento que antecede a largada.

8. Ao entrar na reta de largada, os karts devem seguir alinhados em duas filas e em nenhum momento podem cruzar as linhas brancas longitudinais, o que caracterizaria queima de largada.

9. Se algum piloto sair da sua posição na volta de apresentação ou reagrupamento, ele deverá retornar na última posição do grid e não poderá fazer nenhuma ultrapassagem até a largada. Caso ele não se posicione no final do grid até o momento da bandeirada ele será desclassificado da bateria.

10. O desalinhamento do grid e as tentativas de ultrapassagens somente poderão ocorrer após a Bandeirada de início de prova.

11. A 1ª Bateria terá 18 voltas SEM reagrupamento.

12. A 2ª Bateria terá 21 Voltas, sendo a 11ª volta para reagrupamento dos karts. (10 + 1 + 10)

     12.1. Logo após receber a bandeira de reagrupamento, os pilotos deverão levantar o braço e o líder da prova    deverá reduzir a velocidade para que todo o pelotão se agrupe.

     12.2. O piloto que tiver volta de atraso poderá ultrapassar os karts que estão a sua frente e se posicionar no final do grid, descontando apenas uma volta.

     12.3. Essa relargada intermediária será em fila indiana e as ultrapassagens poderão ser feitas apenas depois do último cone colocado no final da reta.

13. Caso um piloto tenha algum problema em seu kart, que coloque ele ou os demais competidores em risco, a Direção de Provas irá sinalizar com bandeira preta e laranja obrigando o piloto a abandonar a prova.

14. Se um piloto perder o bico do seu kart durante a bateria, ele poderá prosseguir na corrida sem a necessidade de recolocar a peça, porém serão acrescidos 12 segundos no seu tempo final de prova.

PONTUAÇÃO:

1. Os pontos extras de Pole e Volta Mais rápida valerão apenas para o SUPER CUP.

2. Caso dois ou mais pilotos tenham a mesma pontuação na etapa, o desempate será a melhor colocação nas baterias, persistindo o empate o 2º critério será a melhor volta do dia em corrida e o 3º, a melhor posição no grid.

INTERRUPÇÃO DE PROVA:

1. Caso uma bateria seja interrompida com bandeira vermelha, por acidente, chuva forte, vendaval ou outro motivo que a direção de provas determinar, a classificação a ser adotada é a da volta anterior a da bandeirada.

2. No momento em que a bandeira vermelha for acionada os pilotos deverão levantar o braço, reduzir imediatamente a velocidade e dirigir-se até alguns metros antes da linha de chegada, sem fazer ultrapassagens e parando os karts em fila indiana numa das laterais da pista.

3. Caso a corrida seja retomada, será feito um procedimento de largada em movimento e em fila indiana, observando-se a posição que os pilotos se encontravam na volta anterior a interrupção da prova.

4. Durante a interrupção da prova, poderão ser feitos apenas reparos rápidos nos karts que estiverem no grid, porém sem substituição de peças. A entrada nos boxes e calibragem de pneus não são permitidas.

5. Caso a bateria não puder ser reiniciada, a direção de provas adotará uma das alternativas:

     –  2/3 das voltas completadas > Fim de prova e pontuação integral;

     –  1/3 a 2/3 das voltas completadas > Fim de prova e 50% da pontuação;

     –  Menos de 1/3 das voltas completadas > Cancelamento da bateria.

PUNIÇÕES

1. As punições aos pilotos por atitudes irregulares na pista e descumprimento de regulamento serão aplicadas a critério da Direção de Prova, da seguinte forma:

     1.1. Toque no adversário, mesmo que o piloto não perca posições ou tempo:

          – 1ª Vez: SINALIZAÇÃO pelo Diretor de Prova

          – 2ª Vez: Bandeira de ADVERTÊNCIA

          – 3ª Vez: 3 SEGUNDOS no tempo final da bateria

     1.2. Toque no adversário, com o piloto perdendo 1 ou 2 posições = 3 SEGUNDOS no tempo final da bateria

     1.3. Toque no adversário, com o piloto perdendo de 3 a 5 posições = 6 SEGUNDOS no tempo final da bateria

     1.4. Toque no adversário, com o piloto perdendo 6 ou mais posições = 9 SEGUNDOS no tempo final da bateria

     1.5. Toque no adversário, com o piloto não conseguindo retornar a prova = DESCLASSIFICAÇÃO / Bandeira Preta

     1.6. Batida de Revide: DESCLASSIFICAÇÃO / Bandeira Preta e EXCLUSÃO da próxima bateria

2. Além das punições acima, o Diretor de Prova poderá aplicar punição de stop & go, quando houver necessidade de afastar um piloto de uma disputa que esteja causando confusão.

3. A Direção de Prova pode aplicar qualquer uma das punições acima, inclusive cumulativas, ou seja, um piloto pode tomar uma advertência, um stop & go, e uma punição no tempo de prova, tudo na mesma bateria.

4. O piloto que receber uma placa de stop & go, terá 3 voltas para cumprir a punição, caso contrário será desclassificado da bateria.

     4.1. Quando o piloto for punido por stop & go a menos de 3 voltas do final da corrida e não conseguir cumprir a penalização, será punido com 12 Segundos no tempo final da bateria.

     4.2. O stop & go não poderá ser realizado na volta de reagrupamento do grid nem no momento da bandeira de encerramento da prova.

5. O piloto que receber bandeira preta deverá retornar aos boxes imediatamente e será desclassificado da bateria.

6. Não poderá ser usado como descarte no campeonato a bateria em que o piloto for desclassificado.

7. As queimas de largada serão punidas da seguinte forma:

     – Cruzar a faixa longitudinal totalmente com um dos pneus: 6 SEGUNDOS no tempo final de prova ou 6 POSIÇÕES no grid da próxima etapa, caso observado após a etapa

     – Cruzar a faixa passando com as 4 rodas do kart fora do alinhamento: 12 SEGUNDOS no tempo final de prova ou 12 POSIÇÕES no grid da próxima etapa, caso observado após a etapa

8. O piloto que derrubar um cone ou pneu que delimita a pista, será punido com 3 SEGUNDOS no tempo final da bateria.

9. O piloto que fizer ultrapassagem em bandeira amarela, será punido com 3 SEGUNDOS no tempo final da bateria

10. O piloto que fizer alguma ultrapassagem fora dos limites da pista, cruzando a faixa branca com 3 ou 4 rodas, será punido com 6 SEGUNDOS no tempo final de prova.

11. Logo após o final de cada bateria, o piloto que se sentir prejudicado pode requerer análise dos vídeos que estiverem disponíveis.

12. Após o pódio de premiação o resultado final da etapa não poderá ser alterado, salvo por erro de cálculo na pontuação.

13. Caso apareçam situações irregulares que tenham passado desapercebidas pela direção de provas e as mesmas não tenham sido julgadas pelo critério anterior, será feita uma avaliação por uma comissão julgadora de 5 pilotos sorteados entre os participantes da etapa com exceção dos envolvidos. Esses pilotos discutirão e votarão através de um grupo de WhatsApp, optando pela absolvição ou punição do(s) piloto(s) envolvido(s). As opções de voto são:

     – Não punir

     – Punir

     Caso a opção seja punir, as punições serão:

     – 3 Posições no Grid de Largada da 1ª bateria na próxima etapa

     – 6 Posições no Grid de Largada da 1ª bateria na próxima etapa

     – 9 Posições no Grid de Largada da 1ª bateria na próxima etapa

     – 12 Posições no Grid da 1ª bateria na próxima etapa

     – Largar na última posição do grid de Largada da 1ª bateria na próxima etapa

     – Largar na última posição do grid de Largada da 1ª e 2ª baterias na próxima etapa

14. Nos casos julgados pela comissão em que existem punição no regulamento com tempo final de prova, elas serão revertidas em posições no grid de largada

15. Qualquer piloto que participou da etapa pode solicitar a comissão para julgamento de um incidente que ele esteja envolvido. Esse pedido pode ser solicitado por e-mail, whattsapp ou verbalmente, até as 12:00 horas (meio dia) do dia posterior a prova. Cada piloto tem direito a 2 (dois) pedidos de comissão por ano.

16. A Comissão de Pilotos é soberana à Direção de Provas, podendo aplicar punições mesmo que a Direção de Provas entenda de forma diferente. Para essa decisão, a Comissão irá consultar novamente a Direção de Provas, mostrando novos vídeos, fotos e relatos que eram desconhecidos dos Diretores no final da etapa.

PONTUAÇÃO NA CARTEIRA:

1. Toda punição aplicada em tempo de prova pelo Diretor ou em posição no grid pela Comissão, será revertida em pontos na “Carteira do Piloto”. Cada segundo = 1 ponto e cada posição no grid = 1 ponto. Exemplo: 3 segundos de punição na bateria = 3 Pontos na carteira.

2. Após 12 pontos acumulados o piloto largará em último lugar na 1ª bateria da etapa seguinte e sua pontuação retorna para 6 pontos.

3. Punições por queima de largada, perda de bico, derrubada de cone, falta de peso, ultrapassagem em bandeira amarela ou fora dos limites de pista, não geram pontos na carteira.

4. O Piloto desclassificado de uma bateria terá a pontuação máxima aplicada e larga em último na bateria seguinte, podendo ser na mesma etapa ou na subsequente, caso a punição for aplicada na 2ª bateria. Nesse caso a sua pontuação não será zerada e os pontos obtidos antes da desclassificação continuam acumulados.

SEGURANÇA:

1. Todos os pilotos deverão usar macacão próprio para pilotagem de kart, com calças e mangas compridas.

2. É obrigatório o uso de luvas, sapatilhas e meias cobrindo o tornozelo.

3. Os capacetes deverão ser do tipo integral (cobrindo o queixo) com viseiras que devem ser fechadas a partir do momento da entrada na pista.

4. O uso de colete de proteção bem como colar cervical ou hans, são obrigatórios para segurança dos pilotos.

5. O diretor de provas irá impedir a entrada na pista dos pilotos que não obedecerem às regras de segurança acima.

6. É proibida a permanência de pessoas ao lado da pista, sejam elas pilotos, preparadores, auxiliares, amigos, familiares ou qualquer outra pessoa que não seja da equipe Biro Racing. O piloto que estiver recebendo ajuda externa por meio de sinais de pessoas na pista, será punido com 6 segundos no tempo final da bateria.

BOXES e TREINOS:

1. Todos os karts que não estiverem nos boxes do grupo Fanatici Kart, deverão ser entregues aos cuidados do preparador com prazo mínimo de 3 dias antes da corrida, caso contrário o piloto será considerado fora da etapa.

2. Na semana da corrida (de segunda a sexta), não será permitido nenhum treino, nem mesmo com outro kart.

3. Antes de cada etapa serão disponibilizados dois treinos já estão inclusos no pacote de custos do Fanatici Kart e deverão ser agendados com o Preparador.

4. Aqueles que quiserem fazer treinos extras, além dos dois incluídos no pacote, deverão agendar diretamente com o Preparador, ao custo de R$250,00 por treino.

5. O piloto que não conseguir participar dos treinos incluídos na etapa, não terá direito a crédito de treinos ou ressarcimento financeiro.

CALENDÁRIO e HORÁRIO:

1. O calendário bem como os horários poderão sofrer alterações, para adequação das etapas em cada kartódromo se a pista pré-programada estiver impossibilitada de receber nossa competição. Caso isso ocorra em alguma etapa, será votado uma nova data e/ou local para a corrida.

2. Em caso de chuva forte, que impossibilite a realização da etapa, a mesma será transferida para o dia seguinte ou outra data votada pelos participantes da etapa.

3. Qualquer alteração de data, só poderá ocorrer com a concordância da unanimidade (100%) dos pilotos.

4. O piloto interessado em mudança de data, deverá propor uma nova data e colocar em votação no whattsapp oficial do grupo.        

        

PARTE FINANCEIRA:

1. O custo de todo o campeonato está orçado em R$ 16.000,00 por piloto, divididos em 12 parcelas, sendo:

    2 de R$ 2.000,00 em Janeiro e Julho

    10 de R$ 1.200,00 em Fevereiro, Março, Abril, Maio, Junho, Agosto, Setembro, Outubro, Novembro e Dezembro

2. Todos os pilotos deverão deixar 12 cheques pré-datados para o dia 01 de cada mês, em custódia dos organizadores para facilitar os pagamentos das despesas mensais.

3. Novos pilotos que entrarem no grupo deverão pagar R$ 5.800,00 para a organização comprar e preparar um motor no mesmo padrão dos outros motores do grupo.

4. Caso algum piloto venha desistir do campeonato durante o ano, ele terá de aguardar até a última etapa para fazer os acertos financeiros. A organização pagará no final do ano, o valor de um motor usado, respeitando a seguinte tabela de depreciação: 1 ano de campeonato = R$3.000,00; 2 anos = R$2.500,00; 3 anos = R$2.000,00; 4 anos = R$1.500,00 e mais de 5 anos o motor fica para o grupo.

5. O acerto financeiro com o piloto desistente será feito na proporção das etapas disputadas com retenção de 10% do saldo em prol do grupo.

6. O piloto que se ausentar de alguma etapa não terá direito a nenhuma devolução ou recompensa financeira.

7. Caso algum piloto tiver problemas pessoais e se ausentar por mais de 3 etapas seguidas, será feito um desconto de 50% nos valores mensais a partir da 4ª etapa seguida que ele não participar.

8. Novos pilotos terão que confirmar presença, deixando os cheques com a organização, 60 dias antes da 1ª ou 7ª etapa.

9. Pilotos que forem sair do grupo devem avisar a organização com no mínimo 60 dias de antecedência, caso contrário pagará um mês de “aviso prévio” ao campeonato.

10. Não estão computados no rateio: Pagamento de pista, aluguel de sensores, treinos fora das datas programadas, transportes dos karts para outras pistas, peças de reposição e manutenção dos karts.

EXTRAS:

1. Por motivo de segurança e melhor estruturação do campeonato, o limite máximo de participantes é de 30 pilotos.

2. Não serão toleradas atitudes antiesportivas, o campeonato é entre amigos e os espaços devem ser respeitados dentro da pista. Os excessos serão punidos pelo diretor de provas e os Pilotos reincidentes serão convidados a se retirar do campeonato.

3. Após o encerramento de cada bateria, nenhum piloto poderá discutir com outro e deverá esperar no mínimo 15 minutos para conversar a respeito de problemas que ocorreram na pista. Discussões logo após o encerramento das baterias serão punidas pelo diretor de provas.

4. O piloto que não se apresentar ou não estiver atento ao briefing, será punido pelo diretor de provas com 3, 6 ou 9 posições no grid de largada.

5. Todos os pilotos deverão participar da premiação do pódio, aqueles que tiverem compromisso deverão avisar da ausência durante o briefing da etapa.

6. Os pilotos que subirem ao pódio, deverão estar vestidos com macacão (fechado) e sapatilhas de corrida, caso contrário serão punidos com 6 posições no grid da próxima etapa.

7. O piloto que não comparecer para receber seu troféu no pódio, será punido com 6 posições no grid da próxima etapa, salvo regra 5. acima. O piloto não pode ser representado por outro piloto no pódio.

8. O piloto que deliberadamente infringir regras, tais como: adulterar combustível, substituir os pneus fornecidos pelo campeonato, passar produtos nos pneus, retirar deliberadamente peso do kart (quando usar lastro), alterar a coroa ou pinhão padrões do campeonato (exceto item II. 9. do regulamento), será expulso da competição e toda a sua pontuação será zerada.